sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Dilma tem 40%, Marina, 27%, e Aécio, 18%, aponta pesquisa Datafolha

Em simulação de segundo turno, Dilma tem 47% e Marina, 43%.
Instituto ouviu 11.474 eleitores nos dias 25 e 26 de setembro.

Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (26) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Presidência da República:
- Dilma Rousseff (PT): 40%
- Marina Silva (PSB): 27%
- Aécio Neves (PSDB): 18%
- Pastor Everaldo (PSC): 1%
- Luciana Genro (PSOL): 1%
- Eduardo Jorge (PV): 1%
- Zé Maria (PSTU): 0%*
- Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
- Eymael (PSDC): 0%*
- Levy Fidelix (PRTB): 0%*
- Mauro Iasi (PCB): 0%*
- Branco/nulo/nenhum: 5%
- Não sabe: 6%

* Cada um dos cinco indicados com 0% não atingiu, individualmente, 1% das intenções de voto; somados, eles têm 1%.
No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 19, Dilma tinha 37%, Marina, 30%, e Aécio, 17%.
A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S.Paulo".
Fonte: G1.com

País está sob o risco de epidemia de Chikungunya; Feira tem 306 casos suspeitos; doença já chega a Riachão

O bairro George Américo, em Feira de Santana, é dividido em ruas com nomes de letras, organizado em ordem alfabética: A1, B1, C1, D1, E1... Por lá, a febre Chikungunya já tomou conta do alfabeto inteiro.
Uma rua, especificamente, está chamando a atenção dos moradores pela quantidade de suspeitas da nova febre: a Rua R1, bem próxima à policlínica do bairro, que anda lotada.
“Eu não peguei ainda... Aqui a gente diz ainda, porque essa coisa já tomou quase tudo, de fora a fora”, disse um morador, enquanto indicava uma casa vizinha, onde a família inteira já enfrenta os sintomas há alguns dias.
“Meu marido tá indo trabalhar a pulso, para não ficar em casa. Eu já estou sentindo há uns dez dias e minha irmã já adoeceu também. Tem dia que meus dedos ficam tão inchados que eu tenho que tirar o anel”, contou a dona de casa Rosemeire Alves de Jesus, 28 anos, moradora da casa 511.
A Chikungunya, cujo nome de batismo significa “andar curvado”, no idioma kamakonde, falado em tribos da Tanzânia - país africano onde a doença apareceu pela primeira vez, nos anos 1950 - é transmitida pelo Aedes Aegypti, o mosquito da dengue, e pelo primo dele, o Aedes Albopictus. A doença também já chegou a Riachão do Jacuipe e outras cidades do interior baiano.
Mas nem a dengue é tão comum na R1: “Começou este mês e foi pegando todo mundo de vez”, disse Rosemeire. Ela, o marido e a irmã não são os únicos, definitivamente. A eletricista Josélia de Jesus Silva, 46, foi ontem pela primeira vez à Policlínica do George Américo para tentar acabar com as dores.
“Eu estava resistindo, porque meu marido veio, tomou uma injeção e não adiantou nada. Lá na rua, todo mundo pegou, tem uma senhora que ainda está se arrastando”, contou.
Josélia também mora na R1 e disse que esperava conseguir coletar o sangue ainda ontem para ter certeza. Na dúvida, ela diz que os vizinhos começam a limpar os quintais. Em Feira, onde 14 casos foram confirmados e há 306 suspeitos, o exame é feito nas policlínicas do George Américo, Parque Ipê, Rua Nova e Tomba.
Vizinhança Embora os casos em Feira de Santana tenham se concentrado nos bairros George Américo, Campo Limpo e Sobradinho, outros bairros da vizinhança já começam a notificar suspeitas da doença. No Parque Ipê, a enfermeira Jaqueline Felipe disse ter feito oito notificações somente na manhã de ontem.
A coleta feita nas policlínicas da cidade é enviada à central, no Tomba, para análise. A dona de casa Vaneide Teles Ferreira, 37, moradora da Rua Itaberaba, no Jardim Cruzeiro, relatou 15 dias de idas e vindas até a Policlínica da Rua Nova. Ela chegou a tomar nove injeções para dores na coluna até ouvir falar da Chikungunya.
“No começo, eu tava achando que era problema de coluna mesmo, mas aí eu fui tomando injeção (na policlínica) e não passava. Foi que eu percebi que era uma coisa diferente, porque a dor é no músculo, nas juntas”, disse. O marido de Vaneide, Reginaldo Cerqueira, levou a esposa à policlínica do George Américo na manhã de quarta-feira (24) para uma coleta de sangue.
A técnica da Vigilância Epidemiológica de Feira de Santana Maricélia Maia garantiu que a Secretaria Municipal de Saúde deve investigar por que Vaneide recebeu injeções para dor na coluna. “Mas se ela só se queixou de dores na coluna, quem atendeu ia imaginar que era alguma coisa na coluna”, ponderou.
Na rua onde Vaneide mora não possui calçamento e existe um esgoto a céu aberto. Além do matagal no final da rua, também há uma viatura abandonada. “Quando chega a época de dengue, eu tiro do meu bolso para dedetizar”, queixa-se Reginaldo. 
Fonte: Interior da Bahia

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Suplente que não recebeu nenhum voto assume cargo de vereadora

Gilmara Elisa Ricardo (PPS), de Rio dos Cedros, não votou nela mesma. 
Ela se candidatou somente para preencher vagas reservadas a mulheres.

Uma decisão política tem gerado polêmica em Rio dos Cedros, no Vale do Itajaí SC. Gilmara Elisa Ricardo (PPS), de 38 anos, assumiu uma vaga na Câmara Municipal no dia 8 de setembro sem ter recebido nenhum voto na eleição de 2012, nem o dela mesma.
“Nosso partido é pequeno aqui na cidade e não tinha mulheres suficiente para fechar a cota. Então eu coloquei meu nome. Mas o meu esposo também concorreu, por isso eu não tive nem o meu voto, eu votei nele.” explica a vereadora. O município tem cerca de 8,2 mil eleitores. Para que um vereador consiga ser eleito precisa receber, no mínimo, 320 votos.
Ela vai ficar no cargo da titular Anilda Moser, a vereadora mais votada nas últimas elições, com 658 votos, por 30 dias. Para que Gilmara pudesse assumir, outros nove suplentes renunciaram. Esse sistema de rodízio foi adotado pela coligação para que todos possam ocupar a vaga, durante os quatro anos de mandato.
Fonte: G1.com

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Para salvar: Programa da EBDA prevê a proteção de nascentes de 23 rios da BA

Elemento essencial para a vida de todas as espécies, a água, sobretudo a doce, é um bem natural que necessita de preservação. A poluição hídrica compromete a qualidade dessa água, prejudicando a biodiversidade, o consumo e a produção de alimentos.
Pensando em preservar as nascentes dos rios que cortam os municípios baianos de Utinga e Wagner, a Empresa Baiana de Abastecimento Agrícola (EBDA), vinculada à Secretaria Estadual da Agricultura (Seagri), através da Base de Utinga (Estação Experimental/ Escritório Local/ Centro de Treinamento - CENTRAF), iniciou o Programa de Proteção de Nascentes.
Até o momento, cinco nascentes já foram protegidas com o programa, e a previsão é garantir a preservação das águas de 23 rios, entre eles, a nascente do Rio Utinga, maior da região. Esse rio compõe a bacia hidrográfica que abrange uma área de aproximadamente 3000 km² na Bahia. “A importância do Rio Utinga é significativa, por ser um dos maiores mantenedores da Bacia do Rio Paraguaçu, que representa algo em torno de 60% da água da capital Salvador”, salientou o Chefe da Estação Experimental de Utinga, o engenheiro agrônomo Itamar Monteiro.
O trabalho da EBDA consiste, inicialmente, em fazer o georreferenciamento das nascentes, levantamento da vegetação, fornecimento de mudas de espécies florestais e frutíferas para povoamento da área, e cadastramento das propriedades das famílias de agricultores que moram próximos às nascentes. A partir daí, a empresa disponibiliza kits de proteção das áreas que compõem as nascentes a fim de evitar sua poluição.
De acordo com Itamar Monteiro, é possível preservar os rios e garantir água de qualidade com esta iniciativa. “O resultado do programa é imediato e consiste basicamente em se isolar uma área num raio de 50 metros, distância recomendada pelo código florestal brasileiro e fazer, a cada seis meses, o acompanhamento da recuperação da vegetação”, informou Monteiro.
O programa de Proteção de Nascentes conta com a parceria da Prefeitura de Utinga, através da Secretaria do Meio Ambiente, e faz parte do Programa de Quintais Agroflorestais (PQA), que tem como objetivo transformar áreas, dentro de propriedades, em espaços agroflorestais resistentes às intempéries climáticas, garantindo assim, a segurança alimentar e a geração de renda para os beneficiários do programa.

Produtores de Água
Levando em consideração as famílias que moram próximas às nascentes dos rios sob proteção do programa, a EBDA visa transformar essas pessoas em produtoras de água. A proposta é que estas famílias recebam uma bolsa auxílio para serem mantenedoras das ações do programa de Proteção de Nascentes.
“Espera-se que, no desenvolvimento do programa, os produtores detentores, que não são donos das nascentes sejam remunerados como produtores de água, da mesma forma que já está acontecendo nos estados de São Paulo e Minas Gerais”, esclareceu Itamar Monteiro.
Fonte: Interior da Bahia

Dupla armada faz arrastão de surpresa durante velório em Conceição do Jacuípe

Dois homens chegaram de surpresa ao velório de Claudina de Jesus, 90 anos, na madrugada desta quinta-feira (18). Mas ao invés de prestar homenagens à mulher, que tinha o corpo guardado dentro de sua casa, a dupla assaltou e levou medo aos familiares e amigos que estavam presentes na cerimônia realizada em Conceição do Jacuípe.
De acordo com a Polícia Militar da cidade, o crime aconteceu por volta de 1h e nenhum dos dois envolvidos foi preso pelo crime. Segundo uma das netas de Claudina, o crime assustou os cerca de 40 presentes na cerimônia: "A gente nunca viu uma coisa dessa na nossa cidade não. Nunca imaginamos que isso poderia acontecer em uma cidade tão pacata, mas agora estamos com medo de que possa acontecer de novo", diz Carine Geovane Costa Rosa, 36 anos.
Segundo ela, os criminosos primeiro abordaram o seu tio, que estava na esquina da rua Norberto Felix, onde acontecia a cerimônia. Em seguida, eles renderam um grupo de pessoas que estava do lado de fora da casa, ao redor de uma fogueira. Todos foram colocados contra uma parede e tiveram celulares, relógios e dinheiro roubados.
A casa onde aconteceu o crime é também onde Carine mora com seu filho e sua mãe. Depois de a dupla armada assaltar as pessoas que estavam do lado de fora, eles entraram no imóvel e ameaçaram os outros presentes: "Minha mãe ainda tentou correr, mas eles gritaram dizendo que iam atirar", relata a neta de Claudina.
Quem mais sofreu agressões durante a ação foi uma das tias de Carine, que estava dormindo dentro de um carro do lado de fora da residência. "Eles arrancaram ela de lá e empurraram pra dentro de casa pedindo a chave do carro, mas no final acabaram pegando uma bicicleta e jogaram no pára-brisa. Ficou todo estilhaçado", comenta.
Depois do roubo, com todos os celulares roubados, as vítimas ainda tiveram dificuldades de entrar em contato com a Polícia Militar, que chegou ao local cerca de 30 minutos depois que a dupla fugiu: "Assim que eles foram embora a gente ficou assustado. Todo mundo entrou em casa e trancamos a casa por uns dez minutos", comenta Carine.
O enterro de Claudina aconteceu na manhã desta quinta-feira (18), em um cemitério da cidade. A Polícia Militar fez buscas no local já durante a madrugada de hoje mas ainda não localizou os envolvidos. 
(Com informações do Correio/ Foto: Jacuipe Noticias). 

Bezerra nasce com três patas no município de Várzea do Poço

Uma bezerra de aproximadamente 35 kg nasceu sem uma das patas dianteiras em uma fazenda no município de Várzea do Poço, na região norte da Bahia.
A bezerra nasceu nesta segunda-feira, 15 de setembro de 2014, por volta das 12:00 horas, na fazenda Boa Vista, de propriedade do senhor Geninho, próximo o Km 03  da rodovia BA 417.
O pecuarista e proprietário da vaca e da bezerra, o senhor Julio Barbosa de Almeida sogro de Geninho, conversou com nossa redação do Portal do Alto Alegre em sua residência e nos levou até a fazenda para conhecer – lá.
Seu Julio nos contou que em muitos anos de pecuária nunca viu, presenciou ou ouviu falar de um bezerro que nasceu com esse tipo de má formação. “Em anos trabalhando como produtor rural eu nunca tinha visto uma coisa dessas. No primeiro momento não tinha percebido que a bezerra faltava uma das patas dianteiras, foi quando levantei para colocar no peito da vaca para mamar, que vim perceber”, diz o pecuarista. 
A vaca que gerou a bezerrinha não rejeitou a cria que esta sempre ao seu lado, essa que é a segunda cria do animal. A bezerra já foi “batizada” com o nome de Baianinha por sua “mãe” se chamar Baiana.
Mesmo com a má formação, o pecuarista não pensa em sacrificar ou se desfazer do animal.
Fonte: Agmar Rios

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Baiano que tem cabeça virada para trás festeja 'fama' e viagem aos EUA

'A ficha tá caindo agora', diz sobre repercussão em jornais internacionais.
Agenda profissional tem compromissos na BA, RJ e Estados Unidos.

O baiano de 38 anos que, recentemente teve a história de vida repercutida em jornais nacionais e internacionais, agora comemora o aumento no número de convites para palestras e conferências. "Antes eram dois ou três no mês. Aí passava um tempo que os convites paravam e eu ficava uns três ou quatro meses sem ser chamado para nada. [Depois da repercussão] Esse foi um mês com mais convites. Nunca imaginava isso acontecer. A ficha ainda está caindo", conta em tom de felicidade.
Na próxima semana, dia 25, Claudio Vieira de Oliveira estará em um evento na cidade de Feira de Santana, a 100 km de Salvador e a aproximadamente 240 km de Monte Santo, onde mora. E ele vai mais longe. O próximo destino será do outro lado do Atlântico. No dia 18 de outubro, ele desembarca nos Estados Unidos, onde visitará hospitais e escolas contando sobre sua trajetória de vida. No final do ano, tem mais compromissos confirmados. Desta vez, no Brasil. Ficará de 8 de novembro a 13 de dezembro no Rio de Janeiro.
O público alvo é formado por pessoas interessadas em descobrir a "fórmula" que lhe permitiu manter o bom humor e as perspectivas de crescimento mesmo com uma doença rara, que o deixa com as pernas atrofiadas, os braços colados no peitoral e a cabeça virada para trás, sustentada pelas costas. No entanto, Claudio garante não esperar que essa exposição lhe renda uma oportunidade para tentar reverter a deficiência física.
Fonte: G1.com

Capela do Alto Alegre: Populares fazem uma manifestação em frente ao Fórum

Na manhã desta terça-feira (16), foi iniciada uma manifestação em frente ao fórum da cidade de Capela do Alto Alegre, no Território da Bacia do Jacuipe.
As primeiras informações que chegam é que a manifestação está relacionada com uma audiência que está acontecendo no fórum, porém ainda não se tem as informações do que se trata.
A manifestação é pacífica e os  participantes  seguram faixas  com pedido de justiça. A equipe do VR14 está apurando mais informações, breve serão divulgadas.

(Com informações de Jorge Henrique/ Foto: Nildo Junior)

Missa de encerramento, procissão e show com o Padre Osmar, na festa da padroeira de Mairi

Na tarde desta segunda-feira, 15 de setembro de 2014, foi realizada a Missa Festiva de Encerramento da Festa da Paróquia Nossa Senhora das Dores, na cidade de Mairi. 
Depois da missa, aconteceu a tradicional procissão com a imagem de Nossa Senhora das Dores pelas ruas da cidade. Logo após, a festa continuou com o show do Padre Osmar Coppi da cidade de Porto Alegre (RS).
A Festa de Nossa Senhora das Dores, com o tema: "Com Maria Caminhamos em Defesa da Vida", começou no dia 06 com a tradicional alvorada saindo da Igreja Matriz às 5h da manhã. Todas as noites, aconteceram novenários na Igreja Matriz e noite cultural na pérgula da Praça J. J. Seabra e barracas de alimentação. 
Na manhã do último sábado, dia 13, foi realizada a festa folclórica com desfile de cavaleiros e baianas, com a animação da Bandinha Charanga da Vovó. O cortejo saiu da Igreja da Avenida Senhor do Bonfim por volta das 11h da manhã e percorreu várias ruas da cidade. A chegada foi na Igreja Matriz, localizada na Praça J.J. Seabra, onde as Baianas  realizaram a tradicional lavagem da igreja.




Fonte: Agmar Rios

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Cooperativa Mirim, uma união entre educação contextualizada e o cooperativismo em Pintadas




Uma nova maneira de ensinar, ou melhor compartilhar conhecimentos está sendo desenvolvida na escola Gedivan Silva Lima do povoado de Raspador município de Pintadas, através  da combinação entre  educação contextualizada e o cooperativismo,  que resultou na criação de uma Cooperativa Mirim, envolvendo alunos do  quinto ao oitavo ano onde eles desenvolvem ações e trabalhos igual a gente grande.

O projeto é uma iniciativa da cooperativa Ser do Sertão em parceria com o Programa Despertar e a secretária de educação municipal que busca trazer para o ambiente escolar os princípios e ações do cooperativismo.


A Cooperativa Mirim, gerencia e cultiva um quintal escolar, onde são produzidas hortaliças, verduras que são usadas na cozinha da própria escola, e a produção de mudas de nativas e frutíferas que são  comercializadas em outros locais com o auxilio da cooperativa Ser do Sertão,  o  projeto trouxe  para este espaço educacional novos conceitos e ações sobre trabalho, estudo e interação social.

Uma das ações trazidas pela iniciativa, é o contato dos alunos com novas tecnologias de produção agrícola como sistemas de irrigação por gotejamento e aspersão e a horta suspensa  que podem ser utilizadas na escola, em casa.  Quanto, ou  nas suas propriedades rurais de elas suas famílias.
ASCOM Adapta Sertão

 Jorge Henrique